Centro de Defesa da Cidadania e dos Direitos Humanos Marçal de Souza Tupã-i

Centro de Defesa
da Cidadania e dos
Direitos Humanos Tupã-i

Marçal de Souza

Rua Juruena nº 309, Bairro Taquarussu
CEP: 79006 -050 Campo Grande - MS
Telefone(67) 3042 3440 Horário de atendimento 13h30 as 18h00

Fique por dentro

enviar
Para receber nosso informativo eletrônico por e-mail, digite seu e-mail no campo acima, e clique em "enviar".

Marçal de Souza

buscar
Digite uma palavra no campo acima e clique em "buscar".

Sinpol e CDDH se unem para resolver a questão de presos em delegacias de MS

26 de setembro de 2011
O presidente do SINPOL/MS, Alexandre Barbosa da Silva e o vice-presidente, Roberto Simião de Souza, participaram ontem (22), de reunião com o presidente do CDDH - Centro de Defesa da Cidadania e dos Direitos Humanos-Marçal de Souza, Paulo Ângelo de Souza e a secretária, Maria Eliane Gomes, para pedir apoio em relação à questão carcerária de Mato Grosso do Sul. Durante a reunião, os representantes do SINPOL expuseram à entidade, a lamentável realidade das delegacias de polícia, desde as condições de trabalho dos policiais, bem como as condições a que são submetidos os presos. Para os diretores do Sindicato, a situação coíbe não só o direito à liberdade, mas o direito à integridade física, moral e psicológica dos detentos. Barbosa sugeriu parceria em busca de solucionar essa questão que já perdura há muito tempo em nosso estado. “É de conhecimento das autoridades competentes a condição desumana a que são submetidos os presos nas delegacias de Mato Grosso Sul, no entanto, nenhuma providência foi tomada até hoje”, declarou Barbosa. Segundo Paulo, é do estado a responsabilidade de resolver a questão. “Temos que cobrar do estado uma solução para esse problema através de representações”. Ficou decidido que o CDDH junto ao SINPOL farão visitas nas delegacias onde há menores abrigados, o que é inconstitucional. Os representantes irão comunicar o Diretor Geral De Polícia do estado, delegado Jorge Razanauskas Neto, sobre a permanência de menores nas delegacias e farão denúncias à OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) e ao Ministério Público sobre o fato. Na ocasião, Simião entregou cópias de representações de várias comarcas de Mato Grosso do Sul, onde são cobradas providências, além do relatório fotográfico produzido pelo Sindicato após visitas in loco às delegacias do estado.
Fonte: Sinpol/MS

Veja mais

CDDH-Marçal de Souza

Todos os direitos reservados.
Proibida a reprodução total ou parcial
deste website sem autorização.