Centro de Defesa da Cidadania e dos Direitos Humanos Marçal de Souza Tupã-i

Centro de Defesa
da Cidadania e dos
Direitos Humanos Tupã-i

Marçal de Souza

Rua Juruena nº 309, Bairro Taquarussu
CEP: 79006 -050 Campo Grande - MS
Telefone(67) 3042 3440 Horário de atendimento 13h30 as 18h00

Fique por dentro

enviar
Para receber nosso informativo eletrônico por e-mail, digite seu e-mail no campo acima, e clique em "enviar".

Notícias

buscar
Digite uma palavra no campo acima e clique em "buscar".

Presidenta Dilma Roussef entrega prêmio de Direitos Humanos a Wanderlino Neto e ao Centro Marçal de Souza (MS) em Brasília

12 de dezembro de 2011
Integrantes do movimento de Defesa de Crianças e Direitos Humanos foram homenageados na última sexta-feira, dia 09 de dezembro, em cerimônia da 17º edição do Prêmio Direitos Humanos 2011, realizado pela Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República. A Cerimônia ocorreu no Palácio do Planalto, a abertura solene do evento foi realizada pela Presidenta da República, Dilma Roussef, Ministra de Estado Chefe da Secretaria de Direitos Humanos, Maria do Rosário, presidente do Senado, José Sarney e pela presidenta da Federação Nacional das Trabalhadoras Domésticas,Creuza Maria Oliveira. Estiveram presentes no local, autoridades governamentais e entidades da sociedade civil. A Associação Nacional dos Centros de Defesa da Criança e do Adolescente (ANCED) se fez presente no evento por meio de sua coordenação colegiada, onde prestigiou as honrarias prestadas aos membros da ANCED, Wanderlino Neto, do Centro de Defesa da Criança e do Adolescente do Rio de Janeiro (CEDECA-RJ), que competiu na categoria de Garantia dos Direitos da Criança e do Adolescente e do Centro de Defesa da Cidadania e dos Direitos Humanos Marçal de Souza Tupã-I do Mato Grosso do Sul, por meio do seu presidente Paulo Ângelo de Souza, que concorreu a categoria de Centros de Referência em Direitos Humanos. Segundo a ministra Maria do Rosário, o Prêmio de Direitos Humanos já está em sua 17ª edição e a grandiosidade deste evento está em reconhecer as instituições, organizações e indivíduos que atuam em prol da garantia dos Direitos Humanos e que já são reconhecidos em seus Estados e comunidades. “Asseguro que a nossa missão de garantir os direitos humanos vem sendo prioridade e o nosso objetivo é criar uma cultura que valorize esses direitos. Todos que estão aqui hoje recebendo este prêmio estão sendo reconhecidos pela sociedade brasileira, e sem dúvida, merecem este reconhecimento”, enfatiza a ministra. Em discurso, a Presidenta da República, Dilma Roussef, ressalta a importância do prêmio, não só aos homenageados, que praticam ações em prol dos Direitos Humanos no país, mas para servir de exemplo para toda a sociedade brasileira. “Fico muito feliz em poder entregar este Prêmio a todos os homenageados, principalmente pelo sentido que ele possui, sobretudo mostrar para toda a população brasileira que existem pessoas dispostas a fazer a diferença. É de pessoas como vocês que o Brasil precisa para continuar crescendo de forma positiva, priorizando a igualdade, a dignidade e a garantia dos direitos humanos de uma forma geral. Sem dúvida, o Brasil se orgulha de cada um de vocês”, finalizou Dilma. Em ocasião, a Ministra Maria do Rosário, comunicou ao Wanderlino Neto e a coordenação da ANCED, indicação do premiado ao Comitê dos Direitos da Criança da Organização das Nações Unidas (ONU), por reconhecer seu trabalho junto ao movimento. Para Carmem Oliveira, titular da pasta da Criança e do Adolescente da Secretaria Direitos Humanos, Wanderlino é uma referência nacional e internacional e, portanto, reconhece a sua “competência e seriedade com que concretiza a sua trajetória e em especial a sua habilidade em trazer pessoas para o universo da luta”. Para Wanderlino a sua premiação não foi uma conquista individual, mas sim de todo o movimento. “Eu quero que este prêmio seja de todos os Cedecas, ANCED e demais movimentos que lutam pelos direitos da criança e do adolescente no Brasil”, ressalta. Já para o presidente do Marçal de Souza Tupã-I (MS), Paulo Ângelo, o prêmio veio acentuar a responsabilidade do Centro na defesa e garantia dos direitos da criança e adolescente Indígena no Estado e seu acesso a educação. Segundo Paulo, este direito é negado pelo governo local. Uma das situações enfrentadas atualmente é a falta de transporte particular para as crianças e adolescentes que vivem em áreas ocupadas por terras tradicionais indígenas. “O poder público municipal e estadual não tem reconhecido aquela área ocupada como área de direito dos povos indígenas do mato grosso sul, que vêm sofrendo quase uma onda de genocídio silencioso e todo o tipo de violência”, declara. De acordo com a coordenação da ANCED, a premiação de Wanderlino e do Centro de Defesa dos Direitos Humanos Marçal de Souza do MS é a materialização do reconhecimento do trabalho institucional desenvolvidos por membros que historicamente constroem a ANCED. De acordo com a organização, o 17º Prêmio de Direitos Humanos 2011 recebeu mais de 50 indicações para a categoria de “Garantia dos Direitos da Criança e do adolescente”. Conheça as categorias e os ganhadores da edição 2011 do Prêmio clicando aqui! Caína Castanha Assessora de Comunicação Associação Nacional dos Centros de Defesa da Criança e do Adolescente - ANCED SEPN Quadra 506 – Bloco “C” - W3 Norte – Subsolo, Sala 34. Cep 70.740-503 – Brasília DF. Telefone: (61) 3274 7671 www.anced.org.br
CDDH-MS

Veja mais

CDDH-Marçal de Souza

Todos os direitos reservados.
Proibida a reprodução total ou parcial
deste website sem autorização.